Mayrinha
home ask faq quatro cinco seis
»
É estranho, porque às vezes eu leio um livro e acho que sou a pessoa do livro.

As Vantagens de Ser Invisível.  (via alentador)



A verdade é que você não vai morrer se ninguém te ligar, se ninguém te mandar alguma mensagem dizendo que assistir aquele filme que tanto gosta não vai ter a mesma graça sem a sua presença. Eu sou uma pessoa também e afirmo que um pouco de solidão não vai te deixar ranzinza, não vai te destruir e nem te matar. Por exemplo: quando percebo o quanto a humanidade está num daqueles momentos podres prefiro me trancar no quarto e esperar até que eles voltem a ser os mesmos idiotas espertos de sempre. Pelo menos não sou contaminada por essa multidão doente.

Os porquês de Amélia Roswell.  (via epicedio)



Levanta dessa cama garota. Anda! Sei que tá doendo, mas levanta. Coloca uma roupa. Passa a maquiagem. Arruma esse cabelo. Ajeita a armadura. Segura o coração. Sai por aquela porta. Enfrenta o vento. Sorri pro Sol. Segura o coração. Olha pra ele. Passa reto. Não caia. Não caia. Engole o choro. Fingi de morta quando ele falar com você. Seja fria. Continue andando. Enfrente seus problemas de cara. Reaja. Vai. Tá pensando que é só você que sofre? Tá enganada. Anda menina. Para de ser infantil. A culpa não é de ninguém… se apaixonou, agora segura. Anda. Seja forte. Seja feliz. Seja uma mulher.

Caio Fernando Abreu.  (via desembarcou)



Uma vez me falaram que amar é se jogar de um precipício sem saber se lá embaixo vai ter alguém para segurar a gente. Foi a melhor definição de amor que já ouvi.

Clarissa Corrêa.  (via desembarcou)



A gente ia ser feliz, a gente ia ser um do outro, a gente ia .. ia… ia… E não foi.

Cidades de Papel.   (via delator)



E eu, finalmente, deixei de ter pena de mim por estar sem você e passei a ter pena de você por estar sem mim. Coitado.

Tati bernardi   (via apagou)



Não, não quero mais gostar de ninguém porque dói. Não suporto mais nenhuma morte de ninguém que me é caro. Meu mundo é feito de pessoas que são as minhas – e eu não posso perdê-las sem me perder.

Clarice Lispector.  (via inverbos)



Acontece que sempre foi você. Foi você quando eu passei a ouvir as músicas da banda que te agradava. Foi você quando eu olhei para trás ao dizer o último adeus. Foi você quando fui dormir tarde da noite. Foi você quando nada parecia fazer sentido. E ainda é você. E ainda sou eu, juntamente com aqueles restos de nós que ficaram espalhados pelo chão.

500 Days of Summer. (via s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)



THEME ©